Busca:

Charlie Brown Jr.



Dados Artísticos

Grupo de rock formado na cidade de Santos, em 1995. Integrado por Chorão (Alexandre Magno Abrão/1970: voz), Marcão (Marco Antônio Valentim: guitarra), Thiago Rafael Castanho (guitarra), Champignon (Luis Carlos Leão Duarte: baixo e beat-box) e Pelado (Renato Peres Barros: bateria), a banda foi organizada pelo guitarrista Tadeu, substituído por Thiago. Um dos seus principais integrantes é Chorão, ex-skatista profissional, esporte que iniciou ao sete anos. Também guitarrista, instrumento que começou a tocar com o irmão Ricardo, com quem participou de várias bandas na adolescência, entre elas, "What'sup", na qual cantava em inglês. A primeira oportunidade importante da banda foi em Santos, abrindo os shows do grupo Planet Hemp, a convite de Marcelo D2. A banda mescla rock, ska, hip hop, hard core e surf music. Em 1997, lançou o CD "Transpiração contínua prolongada", que contou com os sucessos "Proibida pra mim" (Thiago, Marcão, Chorão e Champignon), regravada com sucesso por Zeca Baleiro, "Sheik" (Marcão, Chorão e Charlie Brown Jr.) e "O coro vai comê!" (Pelado, Chorão e Charlie Brown Jr.), primeiro sucesso nacional. O CD vendeu 530.000 cópias, marca excelente para um disco de estreia. No ano de 1999 lançou o  segundo CD: "Preço curto... Prazo longo", fazendo o show de lançamento na casa de espetáculos carioca ATL Hall/Metropolitan, em janeiro do ano seguinte. No disco destacaram-se as canções "Te levar" (Chorão) e "Confisco" (Marcão e Chorão), esta última um rock inspirado na época em que o cantor do grupo foi despejado sucessivamente e teve móveis e eletrodomésticos confiscados duas vezes por falta de pagamento. No ano seguinte, também pela gravadora Virgin, lançou o CD "Nadando com tubarões", no qual foram incluídas "Não é sério" (Pelado, Chorão e  Champignon), "O penetra" (Thiago Castanho, Chorão e  Tadeu Patola), "A banca" (RZO, Sabotage e Charlie Brown Jr.), "Tudo mudar" (Thiago Castanho e Chorão), "Fichado" (Marcão e  Chorão), "Ouviu-se falar" (Chorão e Champignon) e "Amor pelas ruas", de Champignon, entre outras.  Em 2001 o grupo lançou o CD "100% Charlie Brown Jr. - Abalando a sua fábrica", produzido por Carlo Bartolini (Ultraje a Rigor). Do disco destacaram-se as faixas "Hoje eu acordei feliz" (Marcão e Chorão) e "Sino dourado". O grupo gravou quatro discos, que reunidos venderam 1,5 milhão e meio de cópias e ganhou quatro discos de ouro. Em 2002 lançou o CD "Bocas ordinárias", no qual foram incluídas várias composições inéditas, entre elas: "Papo reto" (Prazer é sexo, o resto é negócio), "Hoje eu só procuro a minha paz" e a versão para "Baader-Meinhof blues", faixa pinçada do primeiro disco do Legião Urbana. O disco foi lançado em show no ATL Hall, no qual também foram incluídas no roteiros antigos sucessos do grupo: "Rubão", "Ouviu-se falar", "Proibida pra mim", "Tudo mudar", "Não é sério", "Como tudo deve ser" e "Não deixe o mar te engolir". Neste mesmo ano, o grupo participou da trilha sonora do programa "A casa dos artistas 3". Em 2003, com João Gordo, Lanlan e Os Elaines, O Rappa, entre outros, participou do evento "Coca-Cola Vibezone", no Clube da Aeronáutica, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Neste mesmo ano o grupo obteve várias indicações para o "Video Music Brasil 2003" (principal premiação de videosclipes no Brasil) da MTV, nas categorias "Clipe do ano", "Direção" e "Clipe de Rock". Ganhou o de "Melhor clipe de Rock", dirigido por Chorão e Jhonny Araújo e ainda o de "Melhor Clipe" na votação popular com "Papo reto - prazer é sexo, o resto é negócio". Lançou o CD "Charlie Brown Jr. Acústico MTV", no qual foram compilados alguns sucesso de carreira do grupo, entre eles "Eu não uso sapatos", "Vício e virtudes", "A banca" (parceria do grupo Charlie Brown Jr. Com o  rapper paulista Sabotage), com participação especial do grupo paulista RZO, "Não é sério", com a participação da cantora Negra Li e ainda Marcelo D2.  Participou, ao lado de Mick Hucknall, Alanis Morissette, Capital Inicial, Ultraje a Rigor, Simply Red, entre outros, do "Brasília Music Festival", em Brasília. Ainda em 2003, sua composição  "Papo reto" (Prazer é sexo, o resto é negócio), do CD "Bocas ordinárias" ficou entre as dez mais tocadas na Alemanha. Em março de 2004 a banda foi a principal atração do programa "Domingão do Faustão", no qual o apresentador dedicou cerca de meia hora entrevistando o líder Chorão. Na ocasião, foi entregue ao grupo o prêmio "Disco de Platina Duplo" pela vendagem do disco mais recente e do primeiro DVD, que alcançou a marca de 71 mil cópias vendidas, ambos lançados pela gravadora Som Livre. Neste mesmo ano a banda partiu em turnê mundial pela Europa, América Latina e Ásia, principalmente em países como China e Japão, onde a banda, assim como no Brasil, é cultuada por jovens e adolescentes.  Em junho de 2004, em um aeroporto de Fortaleza, o cantor Chorão agrediu o cantor e compositor Marcelo Camelo, da banda Los Hermanos. O fato se deu por causa de uma entrevista na qual Marcelo Camelo criticava à banda Charlie Brown Jr. Por ter aceitado fazer parte de uma campanha publicitária de um certo refrigerante. Marcelo Camelo foi hospitalizado após receber socos e cabeçadas do ex-skaitista profissional. Neste mesmo ano lançou o DVD "Na estrada" e o CD "Tamo aí na atividade", no qual foram incluídas "Malabarizando", "Cheirando cola", "Tamo aí na atividade", "Chapagne e água benta", "Só se for away", "Todos iguais" e "Indicados para o Prêmio Nobel da Paz". Ainda em 2004 o baixista Champignon ganhou o prêmio de "Melhor Instrumentista" no "11º Multishow de Música". No ano de 2005 Marcão, Pelado e Champignon deixaram o grupo, sendo substituídos por Heitor (baixo) e Pinguim (bateria). Com essa nova formação, o grupo lançou o CD "Imunidade musical", produzido por Chorão e Rick Bonadio. Em 6 de março de 2013 o vocalista Chorão foi encontrado morto em seu apartamento em São Paulo. A EMI Music, gravadora da banda, relançou os dois primeiros discos gravados em 1997 e 1999, respectivamente, além do single "Meu novo mundo", última gravação de Chorão para o grupo e primeira faixa de trabalho para um disco finalizado do grupo. Neste mesmo ano os integrantes resolveram encerrar as atividades da banda, que durante a carreira vendeu mais de cinco milhões de CDs e DVDs. Ainda em 2013 três de seus integrantes Champignon, Thiago e Marcão resolveram criar outra banda de nome A Banca (título de uma das composições dos integrantes do Charlie Brown Jr em parceria com integrantes da banda RZO e com o rapper Sabotage) e um dos maiores sucessos da banda, para a qual convidaram o baterista Graveto e a baixista Lena.Ainda em 2013  baixista e cantor Champignon foi encontrado morto, com uma pistola nas mãos e um tiro na boca, em seu apartamento na Zona Leste de São Paulo.

Mais visitados
da semana

1 Mumuzinho
2 Lupicínio Rodrigues
3 Leandro Sapucahy
4 Dorival Caymmi
5 Chico Buarque
6 Gilberto Gil
7 Noel Rosa
8 Festivais de Música Popular
9 Milton Nascimento
10 Caetano Veloso