Busca:

Elymar Santos

Elymar Santos
11/10/1952 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Começou a carreira apresentando-se em programas de calouros, saindo vencedor em "Calouros exportação" do Chacrinha e a "Grande chance", de Flávio Cavalcanti. Em 1985 alugou a casa de espetáculos "Canecão", no Rio de Janeiro e lá realizou um show. Em 1986 gravou o primeiro LP, "Elymar no Canecão", no qual interpretou entre outras "Começaria tudo outra vez", de Gonzaguinha e "Se eu quiser falar com Deus", de Gilberto Gil. No mesmo ano participou em São Paulo da ópera rock "Evita", no papel de Che Guevara, o que lhe rendeu o prêmio de melhor ator. No ano seguinte gravou "Coração", de sua autoria. Em 1990 gravou o LP "Missão ato de amor", no qual interpretou entre outras, "Espelho", de Paulo Sérgio Valle e Chico Roque, "Volta coração", de Paulo Massadas e Michael Sullivan, "Quando", de Roberto Carlos e "Por escrito", de Moacyr Luz e Aldir Blanc. No ano seguinte lançou "Missão ser feliz", no qual interpretou um pot-pourri de sambas da Imperatriz Leopoldinense e "Gita", de Raul Seixas e Paulo Coelho. Em 1995 gravou "Medo da chuva", de Raul Seixas e Paulo Coelho, "Sonhos", de Peninha, "O mundo é um moinho", de Cartola e "Eu sei que vou te amar", de Vinícius de Moraes e Tom Jobim. Em 1996 obteve grande sucesso com o CD "Mais popular", que alcançou a marca de cerca de 250 mil cópias vendidas. Em 1998 foi homenageado pela escola de samba "Em Cima da Hora" com o enredo "Elymar popstar". No ano seguinte lançou o CD "Na pele do tambor", com destaque para a música título, de Paulo César Feital e Altay Veloso, além de "O que é o que é", de Gonzaguinha e "O morro não tem vez", de Vinícius de Moraes e Tom Jobim. Em 2000 gravou ao vivo no "Olimpia de São Paulo" o CD "Elymar Brasileiro Santos", com, entre outras, as músicas "Aquarela do Brasil", de Ary Barroso, "Romaria", de Renato Teixeira, "Gente humilde", de Garoto, Chico Buarque e Vinícius de Moraes. Entre seus sucessos estão "Cachaça", "Subindo pelas paredes", "Escancarando de vez" e "Taras e manias". Em 2002, estreou novo show no Canecão para lançamento do novo CD. Na ocasião, foi homenageado pelo escritor Artur da Távola com uma crônica onde diz: "Elymar é um cantor dramático, que fraseia muito bem, às veses até fala as letras, com grande sentido de ritmo, alternando canto com algumas declarações, usando pausas, silêncios e sua voz bonita e forte. Ele sabe valorizar o que diz ao cantar". Em março de 2006, apresentou-se no Clube Sírio Libanês, relembrando sucessos de sua carreira, com parte da arrecadação destinada ao Recanto Infantil Nossa Senhora da Conceição. Em 2011, lançou um CD/DVD com 24 releituras de composições de Alcione, a quem ele chama de "irmã". No repertório, constaram sucessos como "Estranha loucura", "A paixão tem memória", "Pior é que eu gosto", "Além da cama" e "Gostoso veneno"; além das menos conhecidas "Se não é amor" e "Faz uma loucura por mim".   

Mais visitados
da semana

1 Mumuzinho
2 Dorival Caymmi
3 Chico Buarque
4 Festivais de Música Popular
5 Milton Nascimento
6 Noel Rosa
7 Nelson Cavaquinho
8 Gilberto Gil
9 Caetano Veloso
10 Luiz Gonzaga