Busca:

Samara

Sonia Maria Camino
Santos, SP

Dados Artísticos

Depois de se apresentar em bares e festas, conseguiu gravar o primeiro disco em 1986, pela Brasidisc. Com um repertório basicamente romântico, a cantora lançou em 1987 o disco "Rosa sertaneja", pela Brasidisc, no qual interpretou entre outras, as músicas "A mais bonita das noites", de Osmar Navarro e Sebastião Ferreira da Silva, "Colcha de retalhos", de Raul Torres, "Estou separada", de Cláudio Fontana, e "Separação", de Cláudio de Barros. No ano seguinte, lançou mais um Lp pela Brasidisc interpretando músicas como "Perdoa-me por te amar" e "Meu amor argentino", de Osmar Navarro, "Nuvem branquinha", de Sergio Reis, "Tô te estranhando moço", de Paraíso, "Linda cigana", de Silveira e Silveirinha, e "Vida da minha vida", de sua autoria e Gavilan. Em 1989, lançou também pela Brasidisc o LP "Saudade da minha terra", música título, um clássico de Belmonte e Goiá, e que incluiu também, entre outras, "Terra tombada" e "Vai e vem do carreiro", ambas de Carlos César e José Fortuna, "Guarânia da saudade", de Luis Vieira, "Pé de cedro", de Goiá e Zacarias Mourão, e "Castelo de amor", de Nenzico, Creone e Barrerito. Em 1990, transferiu-se para a Chantecler e gravou em seu primeiro LP na nova gravadora as músicas "Deixa como está" e "Tá doendo", de Tivas e Nino, "Perseguição", de A. de Souza e C. da Maia, "Mundo de ilusão", de Edelson Moura e Francisco de Assis, "Louca por ti", de Osmar Navarro, "Me telefona", de Manoel Egidio e Milton José, "Sempre vou te amar", de sua autoria e Gavilan, "Tem que ser você", de Mário Marcos e Mário Maranhão, "Pecado", de Carlos Randall e Dimarco, e "Varal da solidão", de Joel Marques e Ivone Ribeiro, além das clássicas "Serra da Boa Esperança", de Lamartine Babo, e "Lembranças", de Raul Sampaio e Benil Santos. No mesmo ano, particpou do disco lançado na Chantecler pelo cantor Marcelo Aguiar interpretando com ele a guarânia "Diferença de idade", de José Fortuna e Jotha Luis. Dois anos depois, lançou novo LP pela Chantecler no qual interpretou entre outras as músicas "De um jeito ou de outro", de César Augusto, César Rossini e Piska, "Você que manda no meu coração", de Fernando Mendes, "Viola do amor", de Joel Marques e Dida Marcondes, "Tente me ouvir", de Tivas e Rocky, "São tantas coisas" e "Sai dos meus sonhos", de Osmar Navarro, "Olha", de Michael Sullivan e Paulo Massadas, "Fique um pouco mais", de Elias Muniz, e "Engana a mim", sua e de Gavilan. Em 1995, lançou LP pela RGE interpretando "Chora coração", de Ronaldo Adriano e Benedito Seviero, "Mais uma lição", de Nonô Basílio, "Só me resta o amor de Deus", de Antônio Soares e Benedito Seviero, "Consequências", de Carlos Santorelli e Enoque Gomes, "Fim de caso", de Mário Maranhão, "Perdão para dois", de Palmeira e Alfredo Corleto, "Amor sublime prisão", de Osmar Navarro e Sebastião Ferreira da Silva, "É só você dizer que sim", de Elias Muniz, "Bota mais perfume", de Jefferson Farias e Nino, e "Filho por acaso", de Fernando Mendes e Moacir Mendes. Em seu período de maior sucesso, na primeira metade da década de 1990, realizou shows em diversos estados do Brasil. Em 2002, fez uma participação especial no CD "Terra tombada e outros sucesos" da dupla Mococa e Paraíso, interpretando com a dupla a guarânia "Colcha de retalhos", de Raul Torres.

Mais visitados
da semana

1 Chico Buarque
2 Mumuzinho
3 Milton Nascimento
4 Edmon Costa
5 Festivais de Música Popular
6 Gilberto Gil
7 Dorival Caymmi
8 Noel Rosa
9 Caetano Veloso
10 João do Vale