Busca:

Spok Frevo Orquestra



Dados Artísticos

Formada por 18 jovens músicos pernambucanos, a orquestra surgiu em Recife, em janeiro de 2001, dando ao frevo um tratamento diferenciado, com arranjos modernos e harmonias que buscam a liberdade de expressão em improvisos, com clara influência do jazz. O líder da Spok Frevo Orquestra é o músico e compositor Spok - Inaldo Cavalcante de Albuquerque- nascido na pequena cidade pernambucana de Abreu Lima e indo para Recife aos 16 anos, ele é apontado por especialistas como o mais novo embaixador do frevo. Já tocou com todos os mestres vivos do frevo, conforme declarou em depoimento, entre eles: Maestro Duda, Ademir Araújo, Zé Menezes, Paulo Lira, Maestro Nunes e Geraldo Santos. Segundo depoimento do próprio, quando chegou a Recife, com 16 anos, ouviu um som vindo de um carro que chamou sua atenção. Tratava-se do sax de Felinho, em improviso sobre o clássico "Vassourinhas". Já acompanhando Antônio Nóbrega, num festival de jazz, anos depois, lembrou-se de Felinho e seu improviso. Veio-lhe a idéia de formar uma orquestra em que as partituras seriam apenas mais um acessório para os músicos. O repertório da orquestra é composto de frevos-de- rua, puramente instrumentais, e frevos-canções, novos e já consagrados. Desde seu surgimento, o grupo conquistou a admiração do público, lotando a agenda de apresentações e levando o frevo a diversas apresentações no Brasil e no exterior. Em agosto de 2003 tocaram com sucesso no festival Les Rendez-vous de L´Erdre, em Nantes (França), no V Mercado Cultural de Salvador (BA), quando foram comparados a Luckman Jazz Orchestra de Los Angeles, pelo escritor e saxofonista Luís Fernando Veríssimo. Em 2004, participaram do Festival de Jazz de Cascavel (PR), do Festival Um Sopro de Brasil (SESC Pinheiros), em clubes de jazz de São Paulo e Rio de Janeiro, sempre com presença de considerável e animado público. No final de 2004, com sete anos de estrada, lançaram o CD "Passo de Anjo", que foi considerado um clássico do gênero pela crítica especializada, por trazer releituras de antigos sucessos e novas composições como "Ela me disse", de Luciano Oliveira, "Passo de Anjo", de Spok e João Lyra, entre outros. No repertório clássicos do CD está "Nino, o Pernambuquinho" de autoria do Maestro Duda. A música ganhou um clipe que foi exibido no programa Fantástico, da TV Globo, no domingo de carnaval de 2005.

Spok, assim apelidado, em referência ao personagem Dr. Spock, do seriado Guerra na Estrelas, também é músico e arranjador da Banda Sinfônica do Recife. Começou a tocar aos 12 anos, por influência do tio e do primo Gilberto Pontes, ambos saxofonistas. Sua formação se deu no Centro de Criatividade Musical do Recife. Tornou-se logo um dos artistas mais respeitados de Pernambuco, tendo participações especiais, desde os anos 1990 nas bandas de artistas brasileiros como Fagner, Alceu Valença, Antônio Carlos Nóbrega, Elba Ramalho, Naná Vasconcelos e Sivuca, sozinho, ou com a SpokFrevo Orquestra. Artista oriundo das classes menos favorecidas, tem como meta legar suas obras e seu conhecimento para jovens, que sonham em exercer a profissão de músico, como ocorreu com ele. Para isto tem como objetivo prioritário a sistematização do ensino do frevo para jovens no Brasil e no exterior. Em 2005, a orquestra participou do CD "Na embolada do tempo", 26º disco-solo lançado por Alceu Valença. Em 2006, a Spok Frevo Orquestra apresentou-se em diversos eventos, entre eles, o Projeto Todos os cantos do mundo, realizado no Sesc Pompéia (SP), um festival, no MAM/RJ, o Tim Festival, no Ibirapuera (SP), o Projeto Seis e Meia, no Teatro do Parque, em Recife, entre outros, além de se apresentarem no Hall do Teatro Guararapes, em Recife e dar entrevista no Programa do Jô, na TV Globo. No mesmo ano, também fez turnê em Paris- França e teve indicação para o prêmio Tim de Música, na categoria Melhor Grupo Instrumental e o CD "Passo de Anjo" foi indicado na categoria Revelação- melhor disco instrumental. No carnaval de 2007, acompanhando o cantor Silvério Pessoa, a orquestra animou o pólo Todos os Frevos, no palco montado na Avenida Guararapes, em Recife, até a chegada do bloco Galo da Madrugada. Ainda no mesmo carnaval, a Orquestra apresentou-se no palco do Citibank Hall, em São Paulo, acompanhando diversos artistas representativos da música nordestina, como Alceu Valença, Elba Ramalho, Silvério Pessoa, Lula Queiroga, Antônio Nóbrega e Lirinha, do Cordel do Fogo Encantado, num evento que marcou o lançamento do Carnaval do Recife em São Paulo. Também em fevereiro de 2007, a Orquestra participou, fazendo todo o intrumental do CD duplo "Cem anos de frevo", lançado pela Biscoito Fino e que reuniu vários artistas consagrados da MPB, como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Alceu Valença, Maria Bethânia, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Silvério Pessoa, Geraldo Azevedo e Chico Buarque, entre outros. O álbum traz um repertório que vai do clássico a sucessos inquestionáveis do gênero. Apresentou-se também no evento "Carnaval multicultural do Recife" realizado na praia de Ipanema com as presenças de Frevioca, Silvério Pessoa, Lula Queiroga, Silvério Pessoa, Monobloco, Estrela Brilhante, Escola de Frevo e Caboclinho Sete Flechas. O mesmo espetáculo foi levado ao palco do Circo Voador contando ainda com a presença de Lirinha, vocalista do grupo Cordel do Fogo Encantado. Em janeiro de 2008, a orquestra gravou o DVD "Passo de Anjo ao Vivo" no show apresentado no Canecão(RJ), em cujo roteiro foram incluídos hits dos shows do grupo, como "Nino, o Pernambuquinho", de Maestro Duda e "Mexe com tudo", de Levino Ferreira, além de "Passo de anjo", de Spok e João Lyra, que nomeou o projeto, "Ponta de lança", de Clóvis Pereira, e o clássico "Vassourinhas", de Mathias da Rocha e Joana Batista. O espetáculo foi montado com a proposta de "tirar o frevo da rua e mostrá-lo como algo a ser apreciado num concerto", segundo declaração do líder Spok. O DVD também traz depoimentos de Zé da Flauta, Elba Ramalho e Lenine, e também uma aula de Spok sobre as modalidades do Frevo.

Mais visitados
da semana

1 Mumuzinho
2 Chico Buarque
3 Dorival Caymmi
4 Festivais de Música Popular
5 Noel Rosa
6 Milton Nascimento
7 Gonzaguinha
8 Francisco Alves
9 Gilberto Gil
10 Luiz Gonzaga